HP Pavilion Elite m9460br

HP Pavilion Elite m9460br

A HP anunciou uma série de desktops no Brasil que devem chegar a partir do mês de novembro. Desde modelos mais básicos, até máquinas poderosas, como o HP Pavilion Elite m9460br. E é desse último que vamos falar agora.

 

Para começar, configurações básicas já empolgam: Intel Core 2 Quad Q8200, 6 GB de RAM e HD de 500 GB. Ok, vai, com processador e memória desse nível, 1 TB no disco rígido não faria mal a ninguém. Mas não é isso que vai tirar o mérito da máquina.

O computador vem com leitor de Blu-ray e HD DVD (para quem guardou como relíquia) e gravador de DVD com suporte a Lightscribe, aquele recurso que grava rótulos nas mídias. Nos gráficos, ela vem com uma NVDIA GeForce 9300 GE com memória dedicada de 256 MB e saída de TV, DVI e HDMI.

Para o áudio, a máquina vem com um conjunto Realtek configurável para seis alto-falantes em 7.1 canais. Há também um sintonizador de TV e FM com software para gravar a programação e um controle remoto da HP integrado ao Media Center do Windows.

Completam o pacote um leitor de cartões de memória 15 em 1 e um monitor HP w2207, de 22 polegadas. O preço, que não deve ser muito atrativo, ainda não foi divulgado.

Aliás, veja a versão anterior do HP Pavilion Elite m9460br, o Media center m9360br, na seção Reviews do site da INFO.

Dica: para suportar 6 GB de memória RAM, a versão do Windows precisa ser de 64 bits. No caso, o HP vem com Windows Vista Home Premium de 64 bits. Máquinas que tenham versões do Windows de 32 bits – ainda a maioria, aliás – aproveitam apenas 3 GB de RAM. Ou seja, se você está se achando com seu superpc de 4 GB de RAM com um sistema operacional de 32 bits, pode chorar, porque 1 GB de RAM está sendo jogado fora.

Anúncios

A HP Brasil anunciou a renovação de sua linha de impressoras e multifuncionais laser, trazendo para o mercado brasileiro os últimos lançamentos da empresa. O novo portfólio de equipamentos LaserJet conta com impressoras e multifuncionais monocromáticos e coloridos.

(mais…)

A Hewlett-Packard (HP) concordou em comprar a LeftHand Networks, empresa provedora de rede de armazenamento, por 360 milhões de dólares em dinheiro, para expandir suas ofertas no segmento para companhias de médio porte. A aquisição, que deve ser fechada no primeiro trimestre fiscal da HP em 2009, está sujeito a ajustes de preços, informou a HP. A LeftHand Networks, com sede na cidade de Boulder, no Estado norte-americano do Colorado, é uma empresa de capital fechado que tem 215 empregados.

Novo notebook da HP com tela de 13 polegadas

Pavilion dv3500t

A HP acaba de lançar no mercado o Pavilion dv3500t, o primeiro notebook da empresa com tela de 13 polegadas. O modelo possui quatro opções de processador Intel Core 2 Duo (até o T9400), memória até 8GB, placa de vídeo Nvidia GeForce 9300M GS de 512MB e um disco rígido de até 400GB. A resolução da tela é de até 1280×800, possui Webcam e leitor de impressões digitais.

Diferente dos outros modelos da empresa, o Pavilion dv3500 não possui versões com processador AMD.

A única cor disponível é a bronze e o equipamento vem com saída HDMI, uma interface eSATA (acoplada a uma das portas USB) e um controle remoto.

O equipamento possui preço inicial de USD$ 999,00.

Depois da Asus com seu EEPC, a Positivo resolveu apostar na idéia e vai lançar em breve sua versão de mini-note no dia 23 de maio.


Este é o Mobo, o primeiro ultraportátil da fabricante brasileira Positivo Informática. E, convenhamos, a maquininha surpreende.

As configurações são basiconas, como se espera de um computador assim: processador VIA de 1 GHz, 512 MB de memória RAM e capacidade de armazenamento em memória flash de 2 GB, que pode ser aumentada com o uso de cartões SD, MMC, MS ou com um HD externo. A tela é de 7 polegadas e a bateria tem autonomia nominal de 4 horas.

O sistema operacional é um Windows XP Home com algumas modificações. A Microsoft, que estava presente no anúncio esta manhã, disse que manterá a distribuição da versão do XP para ultraportáteis até 2010. As versões clássicas do XP deixam o mercado até o final de junho de 2008.

Mas voltemos às configurações. O Mobo traz duas portas USB 2.0, webcam integrada e Wi-Fi nos padrões b e g. Nos aplicativos de escritório, esqueça o Office, mas ele já vem com o BrOffice pré-instalado, uma boa!

O teclado é em português, um pouco desconfortável, por causa das teclas pequenas. Por isso, não vá esperando uma incrível experiência de navegação na maquininha. Usamos por alguns minutos (em pé, apoiado tranquilamente na palma da mão). A imagem na tela não é das melhores, fica um pouco embaçada, sem brilho. E mesmo a navegação no IE é um pouco prejudicada em sites que possuem páginas muito largas.

Mas dá pra se acostumar principalmente se pensarmos que é um equipamento para se usar em ambientes, digamos, “ultra móveis”.

Sim, o próprio presidente da Positivo, Hélio Rotenberg, disse que não é porque o Mobo é um notebook barato – o preço no varejo será de 999 reais – que o foco dele é no consumidor de baixa renda, como os da classe C, responsável por 67% das vendas da Positivo em 2007. “O Mobo é um segundo notebook do usuário, muito mais voltado para as classes A e B”, afirmou Rotenberg durante a coletiva.

De fato, o Mobo é muito prático para levar numa reunião ou para a sala de aula. Outros atributos são o peso – apenas 1,1 Kg -, além de ser pequeno o bastante para caber dentro da bolsa e passar despercebido por ladrões.

Apesar de ser difícil escolher entre o Mobo e o ultraportátil mais popular do mundo, o Eee PC, da Asus, há de se levar em conta o preço mais baixo (o Eee PC sai por cerca de 1 200 reais em lojas online conhecidas) e a capacidade de produção em massa e suporte da Positivo. Achar um Eee PC à venda hoje não é tarefa das mais fáceis, principalmente para quem está fora dos grandes centros comerciais.

HP Pretende entrar pesado na briga





Na terça, Hewlett-Packard deve anunciar oficialmente o lançamento de seu concorrente para a categoria. O mini-notebook pesa 2.6 pounds, tem uma tela de 8.9 polegadas e resolução de 1280×768. Como opcionais tem a Webcam, o sistema operacional e o armazenamento: por $499, o equipamento virá com SUSE Linux e com um drive SSD de 64GB.

O Mini-Note também tem Wi-Fi, portas USB e Ethernet.

A Sony se tornou o primeiro grande estúdio a adquirir licença para a produção de DVDs antigos e clássicos pelo serviço de produção por encomenda de DVD da HP.O serviço MOD permite a Sony oferecer um maior número de opções de títulos de catálogos para consumidores pois a HP pode prensar e enviar um único disco à medida que ele é encomendado nos sites afiliados.

A Sony não divulgou os títulos – que inclui programas clássicos, filmes estrangeiros e independentes, especialmente programas religiosos e de culinária, e eventos esportivos locais – devido aos custos de manter estoques e a dificuldade de atender a demanda, disse David Bishop, presidente da Sony Pictures Home Entertainment.

“Nós sabemos que existe uma forte demanda por estes títulos e trabalhando com a HP nós podemos monetizar nosso grande acervo e ajudar a dar aos varejistas os meios de disponibilizar uma maior oferta de produtos da Sony Pictures para os consumidores sem investimentos significantes em estoques”, disse Bishop em comunicado.

A HP assinou com outros 40 provedores e digitalizadores aproximadamente 5 mil títulos para seu acervo eletrônico desde que seu serviço foi disponibilizado há um ano, disse Doug Warner, vice-presidente do serviço de produtos digitais.

Fonte: Info Exame
http://info.abril.com.br/aberto/infonews/012008/24012008-8.shl