A Sony está com dois lançamentos de câmeras HD que irão deixar os profissionais de vídeo de olhos bem abertos. 

 

  Sony HDR-FX1 Sony HDR-FX1000 Canon XH A1
Sensor 3 1/3-polegadas 1080×960 Super HAD CCDs 3 1/3-polegadas 1080×960 ClearVid CMOS 3 1/3-polegadas 1440×1080 CCDs
Modos de Gravação 1080i (1440×1080), 1080/30p, 1080/24p (2:3), 480i 1080i (1440×1080), 1080/24p (2:3), 480i 1080 60i/50i (1,440×1,080), 24F (24fps 1080 2:3)
Iluminação Mínima 3 lux 1.5 lux 0.4 lux
Lentes 12x f1.6 4.5-54mm (32.5-390mm) 20x f1.6 4.1-82mm (29.5-590mm) 20x f1.6 4.5-90mm (32.5-650mm)
LCD 3.5 polegadas/250,000 pontos 3.2 polegadas/920,000 pontos 2.8 polegadas/207,000 pontos

A diferença mais destacada entre a FX1e a FX1000 são as novas lentes e a mudança de CCD para o ClearVid CMOS. 

A HDR-FX1000 chega ao mercado em Novembro por US$3.200 e a HVR-Z5U em Dezembro por US$4.950.

Anúncios

O site de compartilhamento de vídeos do Google, o YouTube, passou a oferecer mais uma opção de exibição para seus usuários. Agora, em alguns vídeos, é possível escolher assisti-lo na definição padrão ou em HD (alta definição).

A novidade, anunciada em novembro do ano passado, passou a ser “oficial” a partir da semana passada, quando a equipe do YouTube publicou no blog do site uma espécie de apresentação.

No post, o YouTube deixa claro que os vídeos em HD não substituirão os atuais vídeos publicados no site, serão apenas mais uma opção. A justificativa, segundo escrevem, é a quantidade de usuários do site que não possuem conexões rápidas o suficiente para assistir os vídeos sem ter que esperar horas antes que eles sejam carregados.  Ao acessar o vídeo, um link sugere que o usuário assista em alta definição.

A equipe do site também afirma que os vídeos em HD não ficarão restritos aos parceiros do YouTube e que qualquer usuário poderá publicar sua produção em alta definição no site –desde que não ultrapasse o tamanho de arquivo permitido.