A Motorola anunciou nesta quarta-feira a finalização da etapa de aquisição da AirDefense, provedor líder em segurança para LAN sem fio (WLAN). Conforme anunciado em 28 de julho, a Motorola assinou um acordo definitivo para a aquisição da empresa de capital fechado, que passará a fazer parte de sua área de Mobilidade Corporat.

A Hewlett-Packard (HP) concordou em comprar a LeftHand Networks, empresa provedora de rede de armazenamento, por 360 milhões de dólares em dinheiro, para expandir suas ofertas no segmento para companhias de médio porte. A aquisição, que deve ser fechada no primeiro trimestre fiscal da HP em 2009, está sujeito a ajustes de preços, informou a HP. A LeftHand Networks, com sede na cidade de Boulder, no Estado norte-americano do Colorado, é uma empresa de capital fechado que tem 215 empregados.

A AOL, a divisão de internet do grupo Time Warner, anunciou nesta quinta-feira (13) a aquisição do site de relacionamentos Bebo por US$ 850 milhões, em dinheiro.

Bebo é a rede social on-line preferida no Reino Unido, na Irlanda e na Nova Zelândia. Nos Estados Unidos, o site é a terceira maior, ficando atrás apenas do MySpace e do Facebook no país.

Segundo a AOL, o site possui mais de 40 milhões de membros no mundo. Cada usuário do site vê, em média, 78 páginas por dia.

O preço da negociação é baixo quando comparado com valores de sites similares. No ano passado, a Microsoft comprou 1,6% do Facebook por US$ 240 milhões.

Em outra negociação semelhante, o grupo News Corp comprou o MySpace por US$ 580 milhões em 2005. Agora, o valor do site é estimado em mais de US$ 15 bilhões.

Redes sociais na web são vistas como plataformas rentáveis para o mercado de publicidade on-line. O fato dos usuários publicarem informações pessoais permite direcionar melhor produtos e serviços que possam atingir de maneira mais efetiva o consumidor.

Yahoo deve anunciar em breve que comprou a Maven Networks, uma empresa startup de video-hosting, por 150 milhões de dólares. Dentre os clientes da Maven estão a Fox News, CBS Sports e a CNET Networks.

A Microsoft ofereceu ao Yahoo! um acordo para a compra da empresa envolvendo ações e dinheiro. A empresa acrescentou que a oferta é de 31 dólares por ação, o que representa um prêmio de 62 por cento sobre o preço da ação no fechamento do mercado norte-americano na quinta-feira.”Temos grande respeito pelo Yahoo e juntos podemos oferecer um conjunto animador de soluções para consumidores, publishers e anunciantes, ao mesmo tempo que nos tornamos melhor posicionados para competir no mercado de serviços online”, afirmou o presidente-executivo da Microsoft, Steve Ballmer, em comunicado.

O Yahoo não estava imediatamente disponível para comentar.

A Microsoft afirma ter identificado quatro áreas nas quais poderia gerar pelo menos 1 bilhão de dólares por ano em sinergias.

As ações do Yahoo subiram 56 por cento, a 29,95 dólares, antes da abertura do mercado nesta sexta-feira.

A SAP tem apenas perspectivas otimistas com sua recente aquisição, a Business Objects. Comprada por 4,8 bilhões de euros (7,1 bilhões de dólares) a BO se integra a SAP que espera um crescimento de 12 a 14 por cento na receita com software e serviços em 2008, considerando estabilidade cambial. A mesma meta foi apresentada em 2007, mas superada pela empresa.

“Honestamente, vejo apenas o melhor cenário possível, e não outro”, afirmou Bill McDermott, responsável pelas operações da SAP nas Américas, Ásia-Pacífico e Japão, em entrevista por telefone nesta quarta-feira.

McDermott respondia à pergunta sobre o tamanho da vulnerabilidade da SAP a qualquer desaceleração na economia dos Estados Unidos, e se a companhia seria afetada pela exposição adicional aos clientes financeiros norte-americanos devido à compra da Business Objects.

“Os serviços financeiros não têm sido parte grande de nossa base instalada nos EUA”, disse McDermott.

“Nossa exposição não é grande. Mesmo com a Business Objects, realmente vemos isso como uma oportunidade porque a base instalada da SAP é pequena.”

O executivo disse que a SAP espera continuar apresentando crescimento de dois dígitos nas vendas nos Estados Unidos mesmo em caso de recessão por lá, argumentando que os clientes precisam de software para tornar suas operações mais eficientes, mesmo em tempos difíceis.

Boatos e rumores da compra da AMD pela IBM estão rondando a bolsa de valores. As ações da AMD fecharam o dia de ontem com alta devido a este fator. Alguns analistas apostam na compra. “A tomada de controle da AMD pela IBM já foi mencionada no passado, e dado o baixo valor das ações da AMD o momento poderia ser positivo para uma aquisição pela IBM”, disse William Lefkowitz, estrategista de opções de ações na corretora vFinance Investments, em Nova York.